Logo da Clínica Tijucas - Centro de Oftalmologia e Ginecologia

ca-bebes-primeiros-passos-d-732x412

Desenvolvimento do bebê

O período de gestação corresponde a: 280 dias; 40 semanas; 9 meses solares ou ainda 10 meses lunares.

1ª semana de gestação

A gravidez se inicia no momento da fecundação que é o encontro do óvulo e do espermatozóide, que agora passará a ser chamado de ovo. Em torno do 6° ao 7°dia após a fecundação, o ovo vai se fixar dentro do útero desenvolvendo a futura placenta que será fundamental para o seu crescimento. A fixação do ovo no útero se denomina de nidação. Nesta fase sem alterações para você, futura mamãe.
Este é o momento da fecundação e o inicio de uma nova vida.

5ª semana (início do 2° mês de gestação)

Nesta semana já temos o inicio de formação do cérebro, olhos, ouvidos, coração, fígado e membros superiores e inferiores, com o embrião atingindo em torno de 1 cm de diâmetro.

Além da atrazo menstrual, os sintomas de gravidez já estão mais evidentes, como: aumento do tamanho e sensibilidade das mamas, maior freqüência urinária durante o dia e à noite e leves enjôos pela manhã, azia e dificuldade disgestivas, sonolência, cansaço, alterações emocionais (apreensão, alegria, medo, excitação, mudanças súbitas de humor e levemente depressiva, ao que chamamos de “estado de ansideade-depressiva transitória da gestação”). Procure controlar a ansiedade, repousando um pouco mais à noite, fazendo exercicios de relaxamento, aceitando ajuda das pessoas mais proximas à voce. Se alimentando com mais freqüência e em menor quantidade, mas saudável e balanceada, como frutas, verduras, além de aumentar a ingesta de líquidos, chás, sucos. Para diminuir as nauseas, o importante é não deixar o estomago vazio, não misturando alimentos líquidos com sólidos e direcionando ao uso de alimentos “frios” como gelatinas, sorvetes além de comer uma pequena quantidade (fruta, barra de cereal) na madrugada quando acorda para urinar. É até comum perder peso nesta fase pelos enjôos, porém 30% das gestantes não terão enjôos, daí não abuse do apetite, pois o aumento de peso esperado para esta fase da gestação será de 1 quilo por mês. Use um sutiã mais adequado ao “novo” tamanho das mamas inclusive para dormir e também roupas mais leves que não apertem a barriga.

Evite atividades que exijam esforço físico e não use qualquer medicamentos, mesmo para enjôos, sem a prescrição de seu médico.

Nesta fase voce estará usando medicamento ou alimentos ricos em ácido fólico. Lembrar de usar cremes hidratantes pelo corpo e protetor solar (FPS – fator 30 em diante) conforme prescrição e orientação de seu obstetra. Usar os cremes hidratantes diariamente nas regiões mais vulneráveis até o final da gestação.

Normalmente entre a 6a.e 8a.semanas da gestação se faz uma ultrassonografia obstétrica, para definir melhor a idade gestacional e a vitalidade do embrião, ou seja, a viabilidade da gravidez. Também são solicitados vários exames laboratoriais para melhor avaliação de sua saúde e do futuro do seu bebê.

Lembre que é comum ter um leve aumento de secreção pela vagina, mas se ocorrer corrimentos ou sangramentos não é normal, ou ainda se sentir cólicas fortes procure e fale com o médico.

10ª semana (início do 3° mês de gestação)

Na 10ª semana além de seu bebê crescer, várias estruturas já estão prontas e mais visíveis, pois o feto já ganha aspecto humano, com a cabeça, cérebro, coluna, membros, pulmões, coração, aparelho digestivo, urinário e circulatório melhor definido. Apresenta-se com boa mobilidade dos braços e pernas. Seu peso está em torno de 5,5 g e mede cerca de 6,5cm. A placenta, a bolsa d’àgua e o cordão umbelical já estão bem desenvolvidos levando os nutrientes e oxigênio para o seu bebê.

Seu bebê já está 15 cm de comprimento e pesa cerca de 25 g.O crescimento do útero fará aumentar a vontade de urinar, principalmente à noite, mas sem dor ou cheiro forte e também algumas sensações de tonturas, além dos aumentos dos “enjôos” especialmente ao contado com “cheiros” mais fortes de frituras, perfumes, etc…, e ainda a presença de “fortes desejos estranhos” aparecem em um grupo pequeno de gestantes, como querer comer “uma melancia inteira, tomar um limonada sem açucar, uma fruta fora de época, etc…”, porém isto embora fuja o seu controle, procure evitar os abusos, pois exessos te farão mal.

Lembre-se, este mal estar poderá ainda ficar por mais 4 semanas e logo passará. Não deixe de se alimentar adequadamente com mais freqüência e em pequenas quantidades como recomendou-se acima.
Procure manter uma atividade física que faça com que você se sinta melhor, que pode ser em torno de 30 minutos de caminhada diariamente, ou relaxamentos, alongamentos, conforme orientação médica ou fisioterapeuta.

13ª semana (final do 3° mês de gestação)

Nesta semana seu bebê já movimenta bastante e com alguns movimentos específicos como levar os dedos da mão até a boca, porém lembre-se que você só vai sentir os movimentos do seu bebê em torno da 18ª e 20ª semana. Os ossos do crânio, dos membros e costelas estão aparentes. Orelha, nariz e queixo mais delineados. O seu bebê já está com aproximadamente 12 cm de comprimento e pesa cerca de 16 a 19g.

Normalmente neste período da gravidez se faz uma ultrassonografia obstétrica, para confirmar a idade gestacional e rastrear possível alterações fetais (ver imagens em Exames e Rotina Pré Natal)Em você mamãe as mudanças são bem visíveis, os seios mais volumosos, as aréolas mais escuras, podendo aparecer colostro. Os enjôos estão melhorando, porém é possível que apareçam azia, prisão de ventre e constipação intestinal. Ainda continua a vontade de urinar com freqüência. Sua “barriguinha” já está mais visível.

Procure alimentar-se adequadamente, comendo menos e mais vezes, use mais frutas, legumes e verduras, beba bastante água, caminhe diariamente, descanssando as pernas para cima após almoço e jantar isso melhora a circulação e diminui as varizes e câimbras. Vista-se com roupas mais leves e soltas.

Siga as orientações de seu médico e fisioterapeuta, evitando atividades fisicas em exesso e sempre lembrar dos cremes hidratantes pelo corpo e protetor solar especialmente no rosto que evitará as manchas (cloasma gravidico).

18ª semana (inicio do 5° mês de gestação)

Nesta semana o bebê já pode perceber sensações de afeto sobre o abdome e ouvir vozes, principalmente a sua voz mamãe, por isso é importante de agora em diante que você converse com ele e também faça carinho sobre o abdome. A partir desta semana o seu bebê tem mais sensibilidade a estímulos externos como a luz forte e sons muito altos. O bebê faz vários movimentos diferentes, chutando, mudando de posição todo instante, dando cambalhotas, chupando o dedo, sendo possível que você comece a sentir alguns movimentos dele. Será inconfundível e muito emocionante. Caso você ainda não sinta os movimentos do seu bebê, fique tranqüila, também é normal. Nesta época costuma-se fazer uma ultrassonografia, que certamente confirmará o sexo do seu bebê. Agora é só preparar o enxoval da “menininha” ou do “menininho”.Nesta semana seu bebê continua crescendo e está com cerca de 21 cm e pesa em torno de 150g.

O útero já atinge o umbigo, onde a “barriguinha” já é bem visível. Sua pele terá algumas mudanças como as manchas no rosto (Use protetor solar, durante o sol mais forte). Você poderá sentir dor nas costas pela nova postura da gravidez. Suas pernas ficam mais pesadas. Ao escovar os dentes a gengiva pode sangrar ou sair sangue pelo nariz espontaneamente. Também é comum ter câimbras, mais durante à noite e na madrugada, daí você deve alongar durante uns 5 minutos a pantorrilha flexionando o pé e esticar a perna e até mesmo as coxas. Para ajudar a evitar as câimbras, fazer caminhadas, alternar de períodos em pé e em repouso, e em alguns casos usar meia elástica sob a orientação de seu obstetra.

Lembre que o útero contrai mais facilmente com estímulos, como massagens na barriga, movimentos bruscos de baixar e levantar o corpo, subir e descer escadas correndo, por isso tome mais cuidado e caso apresente: cólicas persistentes, ou ainda, perda de líquidos pela vagina, corrimentos, dor ao urinar, febre, tonturas, desmaios, inchaço rápido pelo corpo principalmente em uma das pernas, dor no estomago continuo, diarréias, prender o intestino, vômitos persistentes, procure atendimento médico.

21ª semana (final do 5° mês de gestação)

Nesta semana os órgãos do sentido do bebê já estão prontos, ele faz caretas e sorri, sente o tato em todo o corpo, sente cheiro e gosto, escuta cada vez melhor, já sabe definir melhor claridade da escuridão e reagem melhor aos estímulos externos. A pele está mais protegida se tornando mais rosada.

Neste período seu obstetra vai solicitar uma Ultrassonografia Morfológica, para confirmar idade gestacional, crescimento adequado do seu bebê, possiveis alterações, posição de placenta, liquido amniótico, etc e sem dúvida será uma das ecografias mais bonitas da gestação.

Seu bebê já está medido em torno de 26,5 cm e pesando em torno de 360 g.

Já você Mamãe sente o útero crescendo cada vez mais, agora já está acima do umbigo. A “barriguinha” fica dura (contraída), principalmente quando você se movimenta. São contrações do útero, e devem ser passageiras, porém caso tenha dúvidas, deite de lado esquerdo por 1 hora que deve passar, caso as contrações persistirem procure atendimento médico.

Você terá mais apetite, querendo comer coisas diferentes, só cuidado para não exagerar, cuide da alimentação para não engordar muito. Seu humor já está melhor, porém ainda um pouco instável e às vezes irritada, às vezes distraida e desconcentrada. As pernas ficam mais pesadas. Evite sapatos com saltos e deixe as pernas mais elevadas logo após o almoço e jantar. Não esqueça, caminhar faz bem para a circulação das pernas e para você. Atividades físicas mais indicadas: caminhadas, hidrogisnástica ou natação, ginástica para gestantes, exercícios de relaxamento e alongamentos. Todos sempre sob o orientação e supervisão do obstetra ou fisioterapeuta. Continue tomando bastante água.

25ª semana (final do 6° mês de gestação)

Na 25ª semana os pulmões do bebê de maneira bastante imatura já começa funcionar. Ele cresce mais aceleradamente, com o cérebro e todo sistema nervoso desenvolvendo mais rapido aumentando a sensibilidade do bebê. Normalmente nesta fase em diante o bebê fica de cabeça para baixo e se for menino os seus testículos já estão descendo para a bolsa escrotal. Seu bebê mexe com mais vigor e mais intensamente.

Já está medindo aproximadamente 33,5 cm e pesando cerca de 700 g.

Em você mamãe começa a sentir os efeitos do crescimento do útero que irá pressionar o seu estomago provocando principalmente azia e alterações digestivas como prisão de ventre e má digestão. É comum ter desconforto e até mesmo dor nas costas, região lombar e ainda dor nas pernas com leve “inchaço” à tarde, varizes e câimbras. Às vezes quando o bebê mexe pode doer um pouco, com sensação de “pressão” na vagina e sobre a bexiga. As necessidades de nutrientes do seu bebê aumentam e seu apetite também, principalmente por vitaminas, proteínas e sais minerais como o cálcio, encontrado no leite desnatado e derivados. Voce estará mais estável emocionalmente, porém mais ansiosa com receio do futuro. Começa um leve cansaço e desconforto para dormir (durma de lado com apoio na cintura onde está o utero) e também um aumento dos batimentos do seu coração (taquicardia). Lembre-se sempre que possivel deite de lado (preferencialmente lado Esquerdo), sempre após as referições e bebendo bastante água. Nesta época também são solicitados exames laboratoriais para o melhor controle de sua gravidez.

29ª semana (metade do 7° mês de gestação)

Seu bebê continua crescendo rapidamente e bastante ativo, mexendo e brincando com o seu corpo, com o liquido da bolsa d’água, com o cordão umbelical. Recebe os efeitos das tuas emoções e do ambiente externo, por isso, continue relaxando, deitando de lado nas refeições, ouvindo músicas relaxantes evitando sons altos e barulhentos e ambientes estressantes, pois seu bebê já tem bem desenvolvido a audição, tato, olfato e o paladar. Continue cuidando da alimentação e tomando bastante água. Seu bebê já mede cerca de 38,5 cm e pesa em torno de 1.250g.

Nesta fase seus seios começam liberar colostro, que será muito importante para o seu bebê, rico em nutrientes e também levará imunidade que ele tanto precisa logo ao nascer. Aproveite para continuar preparando os mamilos para amamentação, principalmente expondo os seios ao sol, além de outros cuidados passados pelo obstetra e enfermeira.

Cada vez fica mais difícil para respirar, caminhar, dormir, se alimentar, pois o útero está crescendo rápido e pressiona o que está em volta, também aumentando a vontade de urinar. Suas pernas incham no final da tarde e estão mais sensíveis, pesadas e com pequenas varizes. Comece a levantar-se ou a deitar-se mais devagar e com apoio das mãos e sempre de lado. Pode aparecer hemorróidas.

Se alimente bem, pois seu bebê está precisando cada vez mais nesta fase, além também de aumentar suas reservas para o parto. Nesta fase é normal voce aumentar seu peso entre 1,5 a 2,0 kgs mensalmente.

Controle com mais atenção os movimentos do seu bebê, observando os “chutinhos” e as “ondinhas” quando você deitar de lado esquerdo logo após às refeições e quando for dormir, pelo menos 3 x ao dia.

Tenha certeza dos movimentos do bebê, não deixe de sentir os movimentos diariamente. Também é importante controlar as contrações do útero, perdas de líquido ou sangue pela vagina.

33ª semana (início do 8° mês de gestação)

Já bem crescidinho o bebê continua mexendo bastante, sendo movimentos ondulatórios e chutes são mais ativos e visíveis. Mantém a melhor posição de nascimento, de cabeça para baixo e pressionando cada vez mais a bexiga, aumentando a sua vontade de urinar. É muito importante que você continue observando com cuidado dos movimentos do bebê diariamente, preferencialmente quando repousar de lado esquerdo logo após as refeições.

Seu bebê está com aproximadamente 43,5 cm de comprimento e está pesando cerca de 2.000g.

Nesta época da gravidez as consultas devem ser mais próximas, a cada 15 dias ou semanalmente, o qual seu obstetra pedirá exames laboratoriais de rotina além de uma ultrassonografia, que avalia o crescimento do seu bebê, o volume do liquido amniótico e maturação da placenta. O útero bem desenvolvido pressiona tudo em volta, o estomago, o tórax, a bexiga, a coluna, e isto aumentará algumas dificuldades, de se alimentar, respirar, dormir, namorar, caminhar, entre outras. Há um aumento do inchaço e dor nas pernas. Também aumenta a produção hormonal, causando aumento do calor do corpo e transpiração. Há um aumento da ansiedade em relação ao parto. Nesta fase a placenta já começa ganhar maturidade. É muito comum sentir as contrações do útero, porém são contrações com intervalos irregulares e de pequena intensidade. Continue repousando de lado esquerdo logo após às refeições aproveitando para controlar os movimentos do seu bebê que são cada vez mais acentuados e visiveis e tomando bastante água. Mantenha os cuidados com a preparação das areolas e mamilos

36ª semana (início do 9° mês de gestação)

Nesta fase o bebê expressa seus sentimentos, sorrindo se gosta ou fazendo cara feia se não gosta. Também soluça, chupa o dedo, mexe as pálpebras e brinca com o cordão umbelical. Relaxa com músicas suaves e se agita com músicas barulhentas. Tem chutes mais vigorosos, podendo trazer um pouco de desconforto sobre a bexiga, abaixo das costelas, e outras regiões. Cada vez mais pesado continua forçando o colo do útero para ajudar na dilatação, aumentando a pressão na bacia e nas costas. O seu bebê está medindo em torno de 47 cm e pesando cerca de 2.800g. Com o tamanho do útero, você já terá dificuldades para dormir, sentar, respirar, caminhar, tomar banho e alimentar-se, por isso relaxe, deite de lado esquerdo após às refeições, preste atenção aos movimentos do bebê todos os dias. Continue bebendo bastante água, hidratando a pele, preparando a aréola e mamilos. Sua ansiedade aumenta junto com o desconforto e um desejo de a gravidez termine logo.

Nesta fase é possíve. que seu obstetra solicite alguns exames diferentes como dopplerfluxometria e cardiotocografia, que servem para avaliar o bem estar fetal. Também uma ultrassografia para acompanhar a maturidade da placenta e o volume do liquido amniótico.

Se perder líquido ou sangue pela vagina, tiver contrações persistentes com cólicas e se não sentir regularmente os movimentos seu bebê procure atendimento médico.

40ª semana (final do 9° mês de gestação)

Durante esta semana normalmente o seu bebê irá nascer, e você finalmente irá conhecê-lo e ele a você.

Será maravilhoso. Um momento muito especial para você e seu bebê. Mas até que a hora chegue, repouse de lado esquerdo após às refeições e preste muito atenção, nos movimentos do seu bebê, e se você perder líquido ou sangue pela vagina, lembre que você deverá procurar atendimento médico. Há um aumento da ansiedade e preocupação com relação ao bebê e ao parto. Procure relaxar e procure caminhar dentro do possível, isso ajudará nas contrações e no parto normal.

O seu bebê, nesta semana ficará mais quietinho, mas continua mexendo. O crescimento está completo e o seu bebê medirá aproximadamente 49 a 51 cm e pesará em torno de 3.300 a 3.600g.

A hora do parto chegou!

Durante a primeira gravidez o trabalho de parto leva em média 12 horas e de 6 a 8 horas nas próximas gestações, portanto não se apresse, pegue seus documentos, a Carteira do Pré-Natal que será muito importante para os médicos da Maternidade onde seu bebê irá nascer, além dos seus objetos pessoais e do seu bebê. Malas prontas, vamos à maternidade.

Os primeiros sinais serão a perda do tampão mucoso, que nem sempre acontece, e as contrações uterinas, que deixam a barriga “dura”, começando pelas costas em direção ao quadril e ao baixo ventre, com uma freqüência e intensidade cada vez maior. Essas contrações acontecerão com uma freqüência e regularidade de 5 em 5 minutos. Na dúvida, deite de lado esquerdo por uma hora e caso as contrações persistirem, será o inicio do trabalho de parto. Poderá também ocorrer ruptura da bolsa d’agua junto ou não com as contrações. Poderá acontecer que ao precisar ir à maternidade e após ser avaliada pelo médico tiver que retornar pois ainda não está na hora. Orienta-se ir à maternidade sempre que achar necessário, mesmo que não seja o momento para internar, pois nesta hora o mais importante é se sentir segura.

  • Deverá procurar a maternidade quando acontecer alguma(s) da(s) situação(ões) abaixo:
  • Perder água pela vagina (romper a bolsa d’agua antes ou durante o trabalho de parto)
  • Perder sangue pela vagina
  • Tiver contrações uterinas regulares a cada 5 minutos
  • Não sentir o seu bebê mexer pelo intervalo além de 8 a 12 horas
  • Tiver desmaios, tonturas, dor de cabeça persistentes ou alterações visuais

Trabalho de parto:

Quando chegar à maternidade, você será examinada e preparada para ser acompanhada durante o trabalho de parto. Será controlado os batimentos do coração do seu bebê, a dilatação do colo do útero até o nascimento.

O parto:

Chegou o grande momento. As contrações estão cada vez mais freqüentes e mais fortes, fazendo com que o bebê pressione cada vez mais dentro da bacia, aumentando a pressão na vagina e dando a impressão que você precisa forçar para evacuar. A bolsa d’agua normalmente está integra e irá romper-se expontaneamente ou com auxilio do médico obstetra no momento oportuno. Quando a dilatação do colo uterino estiver completa, você irá à sala de parto e você será orientada a ajudar no parto, fazendo força para baixo ajudando o seu bebê nascer. Relaxe nos intervalos das contrações, respirando profundamente e enchendo os pulmões de ar e sem soltar o ar, faça força junto com a contração para baixo.

Pronto, Nasceu. Você vai ouvir o chorinho do seu bebê e o cordão umbilical será cortado, e seu bebê estará juntinho de você.

Parabéns mamãe !