Logo da Clínica Tijucas - Centro de Oftalmologia e Ginecologia

bedmed-anticoncepc%cc%a7a%cc%83o-esclarecendo-a-pilula-anticoncepcional

Anticoncepção

Hoje em dia, a mulher pode contar com inúmeros métodos anticoncepcionais para um adequado planejamento familiar. Veja aqui quais são os principais métodos disponíveis atualmente.

  • Camisinha – método de barreira seguro e barato que além da anticoncepção protege contra doenças sexualmente transmissíveis;
  • Anticoncepcional Oral – existem inúmeras formulações, sendo as mais modernas as de BAIXA DOSAGEM. Geralmente vêm em cartelas com 21 comprimidos, devendo realizar pausa de 7 dias entre as cartelas;
  • Anticoncepcionais Injetáveis – podem ser mensais ou trimestrais. É um método prático, com menor taxa de “esquecimentos”, que são comuns com o uso da pílula;
  • Dispositivo Intra-Uterino (DIU) – boa opção contraceptiva, de baixo custo e com duração de até 7 anos. Existem 2 tipos: DIU de cobre e DIU de progesterona, que libera hormônio com ação local no útero;
  • Implante Subcutâneo – dispositivo introduzido sob a pele, geralmente na parte interna do braço, com duração de 3 anos. Libera o hormônio PROGESTERONA de forma contínua;
  • Anel Vaginal – deve ser colocado no fundo da vagina, onde é mantido por 3 semanas. Apresenta liberação contínua de hormônios. É um método novo, discreto e com boa eficácia;
  • Implante Transdérmico – adesivo que apresenta também liberação contínua de hormônio. Troca a cada 7 dias. Seu uso vem crescendo ultimamente por ser um método seguro e de fácil manuseio;
  • Contracepção Cirúrgica – é um método definitivo que consiste na obstrução das trompas na mulher (laqueadura tubárea) ou dos ductos deferentes no homem (vasectomia). Realizada em casos selecionados, devendo o homem ou a mulher ter mais de 25 anos e pelo menos 2 filhos vivos ou nos casos de risco de vida ou à saúde da mulher;
  • Contracepção de Emergência – administração de pílula que contém progesterona em alta dosagem, em duas doses com intervalo de 12 horas, sendo que a primeira deve ser iniciada até 72 horas do coito desprotegido. Como diz o nome, este método deve ser usado somente nos casos deemergência.

Como todo medicamento, os anticoncepcionais têm suas indicações e contra-indicações.

Procure o seu ginecologista para saber qual o melhor método para você.